domingo, 18 de fevereiro de 2018

Jovem que ficou cego após acidente em escola será indenizado


Resultado de imagem para Jovem que ficou cego após acidente em escola será indenizado

O Distrito Federal foi condenado a pagar indenização a uma criança que ficou cega após um acidente que aconteceu quando o professor saiu de sala, em abril de 2005, no Centro de Ensino Fundamental nº 5, do Gama. O DF recorreu da decisão de primeira instância, mas a 2ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) negou recurso.O caso aconteceu durante a realização de atividades em homenagem ao Dia do Índio. Segundo consta no processo, o professor responsável se ausentou da sala de aula após fornecer aos alunos, menores, instrumentos típicos da cultura indígena, entre eles um conjunto de arco e flecha. Um colega teria, então, acertado o olho do estudante, causando a lesão.A sentença detalha que a escola deixou de providenciar o socorro imediato, apenas informando aos pais da criança que a havia encaminhado para o hospital.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Prazo para adesão ao Mais Alfabetização é prorrogado para dia 22


Estudantes

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou novamente o prazo para estados e municípios aderirem ao Programa Mais Alfabetização, criado para apoiar escolas no processo de alfabetização dos estudantes do primeiro e do segundo anos do ensino fundamental. O novo prazo termina na próxima quinta-feira (22).
A adesão deve ser feita por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec). Para as escolas, o prazo de adesão vai até 23 de fevereiro. A expectativa é atender a 4,2 milhões de alunos em aproximadamente 200 mil turmas em todo país.
Segundo o MEC, serão investidos R$ 200 milhões no pagamento de assistentes pedagógicos para auxiliar os professores em sala de aula. Os candidatos a assistente devem, obrigatoriamente, passar por um processo de seleção elaborado pelos municípios.
O Mais Alfabetização faz parte da Política Nacional de Alfabetização, lançada pelo MEC em 2017 para combater a estagnação dos baixos índices registrados pela Avaliação Nacional de Alfabetização. O conjunto de iniciativas terá investimento total de R$ 523 milhões.

Adesões

O MEC ainda não tem um balanço sobre o número de adesões, mas a pasta explicou que a prorrogação de prazo é normal quando se trata de estados e municípios. “Principalmente quando se abre um novo programa, onde os municípios ainda precisam se familiarizar com um novo processo, como no caso do Mais Alfabetização”, informou a pasta. Esta é a segunda vez que o ministério prorroga o prazo de adesão ao programa.
O presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Alessio Costa Lima, lembrou que a primeira prorrogação de prazo foi feita a pedido da própria entidade ao MEC, por causa da quantidade de municípios que ainda não tinham conseguido fazer a adesão. “Temos um grande número de gestores que precisavam conhecer melhor o programa, e pediram mais tempo para o processo”. Segundo ele, em Minas Gerais muitos municípios solicitaram o adiamento.
Costa Lima acredita que o número de adesões vai ser superior a 80%. “Nosso interesse é ter todos os municípios participando do programa. É um programa que só vem a somar, pois sabemos que a alfabetização precisa de um acompanhamento quase individualizado, e com o assistente pode otimizar mais o tempo do professor. É o tipo de apoio que nunca é demais”.
* Matéria alterada às 16h51 para acrescentar informações sobre as adesões ao programa

Horário de Verão termina no domingo (18)



As pessoas residentes nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país devem atrasar seu relógio em uma hora a partir da meia-noite de domingo (18), quando acaba o horário de verão. Em vigor desde 15 de outubro, teve como finalidade reduzir o consumo de energia elétrica entre 18 e 21 horas. A mudança sempre acontece no terceiro domingo de fevereiro. Com isso, haverá alterações no horário de voos, programas de TV e expediente bancário. Além do Distrito Federal, 10 estados precisarão adaptar seus ponteiros. 

A população do Norte e do Nordeste não é afetada porque os estados da região não são incluídos no horário de verão. Por isso sofrem com a mudança no horário dos bancos, a Voz do Brasil às 18h no rádio, programas de TV atrasados em uma hora e alterações em voos. 

No final do ano passado, o governo federal sinalizou para a possibilidade de abolir o horário de verão, por não haver consenso quanto à economia de energia elétrica. Apesar disso, acabou apenas abreviando o próximo em duas semanas. O pedido foi do Tribunal Superior Eleitoral, para facilitar a apuração dos votos das eleições deste ano. Com isso, o horário de verão de 2018 passará a ser adotado no primeiro domingo de novembro.

Hit "Elas Gostam" é eleita música do carnaval da Bahia



O hit “Elas Gostam”, mais conhecido como “Popa da Bunda”, é a música do carnaval preferida pelo público na Pesquisa Bahia Folia, da TV Bahia. O resultado foi divulgado nesta quinta-feira (15). Composição de Rafa Dias, Raoni Torres, Wallace Carvalho e Osmar Gomes, e interpretado por Psirico e Àttoxxá, o hit teve 51% dos votos. Em segundo lugar, ficou a música "Várias Novinhas", de Breno Casagrande, Samir Trindade e Rafinha RSQ, interpretada por Léo Santana. E em terceiro lugar, "Banzeiro", de Dona Odete, interpretada por Daniela Mercury. 

O público pôde votar pelo G1, entre os dias 5 e 14 de fevereiro, e também através da pesquisa de rua, feita na quarta-feira de cinzas. Desde 1994, o concurso Bahia Folia, organizado pela TV Bahia, elege a melhor a música de cada ano do carnaval de Salvador, na opinião dos foliões. Em 2017, a canção vencedora foi “Santinha” de autoria de Léo Santana, em parceria com Rafinha Queiroz, percussionista que toca com ele. (G1)

Vigilância Sanitária apreende mais de 170 quilos de carne estragados em Itabuna


O Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Itabuna apreendeu, na ultima sexta-feira (9), mais de 174 quilos de carne imprópria para o consumo. O alimento que estava sendo vendido em um mercado de carne, no bairro São Caetano, estava em estado de decomposição, segundo os fiscais da Vigilância Sanitária. Eles chegaram ao local por meio de denúncia e após apreensão, o produto foi destruído.
O diretor do departamento, Manoel Mattos, alerta à população para ficar atenta ao comprar produtos comercializados, principalmente em locais como feiras livres. “É importante que se verifique prazo de validade, condições de acondicionamento, origem e manipulação do que está sendo vendido e caso suspeite de alguma irregularidade, que denuncie à Vigilância por meio do telefone 3617-9169. O denunciante não precisa se identificar se assim desejar”.
Quanto aos comerciantes, o diretor afirma que, além do desrespeito ao colocar produtos sem condições de uso ou fora dos padrões de higiene, eles colocam em risco a saúde da população. “Se um alimento estragado for consumido, pode levar uma pessoa à apresentar transtornos digestivos e intoxicação alimentar grave e possível internamento hospitalar”, alerta o diretor.
Manoel Mattos informa ainda, que o município conta com equipes de fiscais que visitam, diariamente, inclusive nos fins de semana, vários tipos de estabelecimentos comerciais como supermercados, feiras livres, farmácias, laboratórios, vendedores ambulantes entre outros. “Temos um leque de cinco mil estabelecimentos regulados e fiscalizados rigorosamente pelo serviço de Vigilância Sanitária do município, para garantir a segurança alimentar de nossa população”.
Os alimentos com suspeita de falsificação ou de algum tipo de irregularidade são apreendidos e tem amostras coletadas e encaminhadas ao Laboratório Central (LACEN) em Salvador para análise fiscal, segundo o diretor.

III Conferência Municipal de Educação de Itabuna começa na segunda-feira


Alinhar as especificidades do Plano Municipal de Educação (PME) às estratégias do Plano Nacional de Educação (PNE), no desenvolvimento de políticas públicas para garantir a qualidade social da educação itabunense. É com este objetivo que professores, diretores de escolas, coordenadores pedagógicos, estudantes, membros de conselhos ligados à Educação e a Criança e o Adolescente, pais de alunos, representantes da sociedade civil organizada e de organizações governamentais e não governamentais estarão reunidos durante a III Conferência Municipal de Educação, que começa na próxima segunda-feira, 19, e será encerrada na terça-feira (20).
Coordenada pelo Fórum Municipal de Educação, em parceria com a Secretaria Municipal da Educação, a Conferência acontece no auditório da FTC Itabuna, tendo como tema central “A Consolidação do Sistema Nacional de Educação e o Plano Nacional de Educação: monitoramento, avaliação e proposição de políticas para a garantia do direito à educação de qualidade social pública e laica”. De acordo com a programação, as atividades da conferência serão iniciadas às 8 horas, com o credenciamento dos participantes.
Segundo a secretária da Educação, Anorina Smith Lima, será uma oportunidade de inserir Itabuna no contexto do debate nacional sobre as políticas públicas voltadas para a Educação. “O momento é muito significativo para o município porque teremos a oportunidade de discutir e alinhas as ações da política educacional de Itabuna com as políticas educacionais estabelecidas no PNE para a década 2014-2024, com a participação de todos os segmentos da educação – professores, pais, alunos e diversos setores da sociedade civil organizada”, concluiu a secretária.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Mundo: Tiroteio em escola da Flórida tem 17 mortes confirmadas


O governo da Flórida confirmou 17 mortes devido a um tiroteio em Stoneman Douglas High School, em Parkland - uma escola de ensino médio na Florida. A polícia divulgou a identidade do suspeito, o ex-aluno da escola Nikolaus Cruz, de 19 anos, que está sob custódia policial. Ele havia sido expulso da escola por razões não reveladas até o momento. Além das vítimas confirmadas, as autoridades afirmaram que há outros jovens feridos em hospitais, alguns em estado grave. 

O FBI e a polícia estão investigando quais foram as motivações para o ataque. Em uma entrevista coletiva transmitida pelas redes de TV americanas, a polícia da Flórida disse que o jovem tinha um rifle R-15. O tiroteio foi informado à polícia por volta de 15h no horário local (18h no horário brasileiro de verão). 

A escola tem cerca de 3 mil alunos de várias nacionalidades. O consulado brasileiro em Miami informou que há alunos brasileiros na escola, mas nenhum entre os feridos e vítimas.